sexta-feira, 29 de abril de 2011

Privatização do bem


Fala Galera,

Já reparou que, geralmente, o cara é todo erradão nas atitudes e em certo momento, “aceita” a Jesus e muda totalmente a forma de ser? Isso é muito legal, a pessoa perceber que suas escolhas não estavam legais e buscar mudar, melhorar na vida.

Mas há algo que parece ser esquisito nessa história. Muitas vezes, a pessoa muda a forma de ser somente dentro da igreja que faz parte. Fora da igreja, ele continua com atitudes que não refletem uma pessoa que segue a Jesus. Mas, quando chega o domingo ele está lá todo bonitinho passando uma imagem de pessoa do bem.

O que é que está errado nessa atitude? Tudo. Quem se prejudica nessa situação? A pessoa que se engana.

Se há algo que é estranho na vida cristã é a pessoa achar que dentro da igreja as coisas são de um jeito e fora dela são de outro. A nossa vida é uma só e precisamos ser inteiros no que fazemos.

Parece que o bem e o agir correto em relação ao próximo só rola na igreja. No nosso trabalho vale tudo e essa coisa de ser do bem não rola. Isso é um grande engano.

Sabe uma das coisas prejudiciais para quem é discípulo de Jesus? É a privatização dos seus ensinos e valores para as igrejas. Sem querer, as igrejas pegaram e privatizaram Jesus e ele deveria ser um exemplo para além das igrejas e comunidades cristãs.

Amo igreja, amo viver comunidade. Acredito que cristianismo não se vive sozinho. Precisamos viver numa comunidade, alegrar com a galera, sofrer junto, crescer juntos na vida. Cristianismo é comunidade.

Porém, os ensinos de Jesus precisam ser vividos para além da comunidade. Precisamos levar os valores de Jesus para a sociedade, para a cidade. Tudo que Jesus ensinou foi com o objetivo de levar para a vida, para a cidade, para o mundo. Ele não estava querendo criar uma religião. Ele desejava ensinar todos a viver o verdadeiro estilo de vida do ser humano que tem consciência do seu Criador.

Jesus desejava que fôssemos uma expressão de Deus na vida uns dos outros e isso está para além do mundo religioso.

E o pior de tudo é que o mundo religioso vive se digladiando entre igrejas e entre expressões de cristianismo quando precisávamos ser um só como Jesus nos ensinou. A unidade é a base dos seus ensinos. Ser um só corpo com ele sendo a cabeça do corpo.

Mas a questão é que isso acaba não rolando e a gente acaba vendo só expressões de discípulos de Jesus dentro das paredes da igreja.

O convite que faço é a percebermos que Jesus precisa estar no ambiente público, no ambiente fora da igreja. Precisamos expressar os seus valores fora do mundo religioso. Precisamos ter uma comunidade, pois é alucinante fazer parte de uma igreja, mas precisamos também ser uma expressão de Jesus na vida, na nossa praia.

Certa vez, João disse a Jesus: “Mestre, vimos um homem expulsando demônios em teu nome e procuramos impedi-lo, porque ele não era um dos nossos.” “Não o impeçam”, disse Jesus. “Ninguém que faça um milagre em meu nome, pode falar mal de mim logo em seguida, pois quem não é contra nós está a nosso favor. Eu lhes digo a verdade: Quem lhes der um copo de água em meu nome, por vocês pertencerem a Cristo, de modo nenhum perderá a sua recompensa. (Marcos 9: 38-41)

Precisamos levar os valores e o próprio Jesus para nosso dia a dia, para a vida da nossa cidade. Os ensinos de Jesus foram feitos para transformar o mundo ao qual fazemos parte e essa precisa ser a nossa missão.

Boas Ondas,

4 comentários:

Anônimo disse...

Concordo.Bem que viver no mundo com todos os ensinamentos de cristo é surreal.na minha opinião.

Roberto Oliveira disse...

Carlos é isso mesmo, meu irmão! Cristo deve está ocupando todo espaço do nosso coração para que façamos diferença no mundo sem fé. Louvado seja o Senhor por ter lhe chamado para ser luz. Cara algumas pessoas não entenderam o chamado do Espírito por isso estão só na igreja.

Um abraço irmão!

Camila disse...

'E o pior de tudo é que o mundo religioso vive se digladiando entre igrejas e entre expressões de cristianismo quando precisávamos ser um só como Jesus nos ensinou. A unidade é a base dos seus ensinos. Ser um só corpo com ele sendo a cabeça do corpo.'

Falou e disse, Carlim! Parece que alguns precisam pregar CONTRA outros pra convencer de que estão certos; enquanto que deveria se falar contra hipocrisia, contra o desamor e contra a indiferença...

Te admiro! Bjo!

carlos disse...

É por ai mesmo mano. Eu creio que existe um engano quanto ao que na realidade é a igreja.
"Os nossos antepassados adoravam a Deus neste monte, mas vocês, judeus, dizem que jerusalem é o lugar onde devemos adora-lo.
Jesus disse: Mulher creia no que eu digo: chegara o tempo em que ninguem vai adorar a Deusnem neste monte nem em jerusalem. Mas vira o tempo, e, de fato, já chegou, em que os verdadeiros adoradores vão adorar o Pai em espirito e em verdade. Pois são esses que o Pai quer que o adorem.' (Jo.3.20,21,23)

Se liga nas notícias